Blog

Conheça os primeiros livros impressos

Conheça os primeiros livros impressos

Um jovem inteligente, de origem humilde e fascinado pelas ciências e artes. Essas são algumas palavras que podemos usar para definir Johannes Gutenberg, o alemão que inventou a imprensa. 📰 A chamada “Prensa de Gutenberg” surgiu no século XV e revolucionou a indústria gráfica.

A partir dessa invenção, foi possível fazer algo imensurável para o mundo: a impressão de livros em grande escala. Mas, para fazermos justiça, precisamos destacar que os chineses já usavam há séculos o papel e a tinta. Porém, os livros eram feitos à mão, em um processo demorado, caro e arcaico. ✍🏻 

Dessa forma, Gutenberg, que amava ler, pensou em uma forma de tornar os livros mais acessíveis. Ou seja, ele inventou uma prensa. Basicamente, o mecanismo consistia em letras e símbolos esculpidos em relevo no metal. Após formar as palavras, a matriz era pressionada em uma superfície com tinta e, depois, no papel. Essa “mecanização” do processo possibilitou a impressão dos primeiros livros.

No início, Gutenberg começou a imprimir imagens e folhetos relacionados à religião. Mais tarde, em meados do século XV, surgiram os primeiros livros impressos em grande número. Entre eles, podemos citar:

📕 Bíblia de Gutenberg: uma bíblia de 642 páginas, com uma tiragem de quase 200 exemplares. Proporcionou que “pessoas comuns” tivessem acesso à Bíblia. Antes, o Livro Sagrado era acessível apenas ao alto clero, padres e nobres;

📚 Saltério Latino: foi o primeiro livro impresso com data, consistia em uma versão dos salmos do Antigo Testamento;

 📖 Weltgeritch (Juízo do Mundo): um poema alemão anônimo, considerado uma das primeiras impressões conhecidas.

Como vimos, as primeiras impressões estavam relacionadas à religião. Na época, a invenção da prensa ajudou a propagar o conhecimento religioso de uma forma jamais vista. A prensa de Gutenberg ficou sem modificações por mais de quatro séculos.

Isso mostra a revolução que ela trouxe para a sociedade. A partir do século XVI, alguns aperfeiçoamentos ampliaram a impressão de livros e favoreceram o comércio deles. 📝 E, por fim, na Revolução Industrial do século XVIII, mais recursos surgiram para facilitar a impressão.

Depois disso, no século XX, a tecnologia digital fez surgir um novo capítulo dessa história, mas esse assunto fica para um próximo post.